quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

♥ First Dance (My ankle!) Chapter 2 ♥


Anteriormente: Toquei a campainha e quem me atendeu?

Samantha On

Sim, Victor abriu a porta, um largo sorriso no rosto. Soltei minha mala no chão e lhe dei um abraço apertado. Victor é meu melhor amigo, não tem nada melhor do que abraço de melhor amigo, tem? Desfizemos o abraço e sorrimos um para o outro.
- Entra aí – ele disse ainda sorrindo. – Pode deixar que eu levo sua mala.
- Tudo bem, obrigada – falei entrando na casa deles. Avistei Sarah na varanda e saí correndo em sua direção. Mas eu acabei tropeçando em alguma coisa que eu não sei da onde saiu e caí com tudo no chão. Sarah ficou rindo de mim, enquanto eu a olhava com uma cara de coitadinha.
- Sarah, me ajuda – falei com voz de dor. Meu tornozelo estava doendo, devia ter torcido. Tomara que logo se resolva, afinal eu tenho uma festa semana que vem, certo?
- Ai, meu Deus, você realmente se machucou – ela saiu correndo de onde estava e veio até mim. – Onde dói? – Ela perguntou tocando no meu tornozelo.
- Não sei... AI! Aí dói – exclamei quando ela começou a mexer no meu tornozelo. Quando eu digo mexer, é que ela começou a rodar o meu tornozelo, entende?
- Sarah, não é pra você matar a menina! – Victor exclamou. Ele veio até mim e me pegou no colo, me colocando no sofá logo em seguida. – Vou pegar gelo pra você, ok? Não saia daí.
Victor foi até a cozinha pegar gelo, enquanto Sarah ficava ao meu lado. Eu acabei deitando em seu colo, ela fazia carinho em mim mesmo, isso era bom.
- Vamos ver um filme? – Perguntei já animada.
- Claro, qual você quer ver? – Sarah perguntou, sorrindo também. Victor chegou com o gelo, sentou-se no sofá, colocando minhas pernas em cima das suas, colocou o gelo onde doía.
- Vamos ver “O Que Esperar Quando Você Está Esperando”? – Perguntei. – Eu não vi esse filme, mas o pessoal diz que é bom. (N.A. Gente eu realmente não vi esse filme, mas quero muito, até porque tem a linda da Cameron Diaz e o gostoso do Rodrigo Santoro, mas tudo bem. Não sei se é bom, se alguma de vocês viu, me falem se é bom ou não. PS: nem sei se já saiu em DVD. N.A.).
- Eu gosto – Sarah disse. – E você, Victor?
- Eu? Ah, eu vou sair com uns amigos daqui a pouco – ele disse sem graça.
- Poxa, você largar a sua melhor amiga aqui, com o pé doendo só pra sair com os amigos e ficar com um monte de vadia? Tudo bem, você quem sabe – falei fazendo chantagem emocional.
- Tudo bem, eu fico. É isso que você quer ouvir?
- Sim – falei sorrindo. – Vou fazer pipoca, ok?
- Não, seu tornozelo ainda não está bom – Victor disse.
- Claro que está. Não foi muito grave, já dá pra eu andar; quer ver? – Levantei do sofá, me equilibrei e comecei a andar. No começo doeu um pouco, mas depois não sentia mais nada. Aproveitei para ir até a cozinha e fazer a pipoca. Eles se deram por vencidos, pois sabem que eu sou uma das pessoas mais teimosas do mundo e nada que eles falarem vai me fazer voltar pro sofá. Qual é, eu não quero passar o resto da noite em um sofá!
Fiz pipoca caramelada, é a nossa favorita. Coloquei em um potinho escrito “pop corn” daqueles bem fodas e coloquei Coca em três copos. Coloquei tudo em uma bandeja e levei para a sala. Eles não estavam mais lá, então deduzi que veríamos o filme do quarto da Sarah. Subi a escada, entrei no quarto de Sarah e os dois estavam lá.
- Pipoca caramelada? – Os dois perguntaram com um sorriso gigante no rosto.
- Sim – falei rindo da cara de criancinha deles. – Peguei Coca pra todo mundo, então não quero saber de pegarem a minha Coca, ouviram? – Sim, eles sempre pegam a minha Coca, porque a deles sempre acaba antes, então...
Deitei na cama de Sarah, me enrolando nas cobertas logo em seguida. Sou uma pessoa muito friorenta, então a toda hora estou me cobrindo ou usando roupas longas, pois é. Sarah deitou-se ao meu lado e Victor ficou no chão, em um colchão.
- Victor, por que não fica aqui com a gente? – Perguntei olhando pra ele no chão.
- Porque a Sarah me bate – ele disse fazendo carinha de medo.
- Ela não vai te bater, prometo – falei. – Eu te protejo, ok? Você pode ficar ao meu lado.
Victor levantou do chão e veio até a cama. Eu fiquei no meio dos dois. Pedi para Victor me abraçar, pois estava morrendo de frio, apesar de estar com várias cobertas. Sarah deu play e o filme logo começou a rodar. Nós rimos bastante, mas também choramos bastante. (N.A. Não sei se chora, mas a mãe da minha amiga chorou, então estou pondo as emoções dela ;) N.A.). Victor, na verdade, apenas riu, não só do filme, mas de nós também, por estarmos chorando. Tipo... What? Mas tudo bem, ainda pego ele na saída. Tenho um final de semana inteiro pra aprontar com ele!
No meio do filme, meu olho começou a pesar e quando vi, já estava dormindo. Quer dizer, eu não vi, mas quando acordei, vi que tinha dormido etc. Entenderam, né?

***

No dia seguinte...
Acordei com a luz do sol, invadindo o quarto. Senti um braço ao redor de mim. Olhei para o lado e percebi que eu e Victor dormimos de conchinha. Olhei para o meu corpo e eu estava de pijama. Não, quem colocou? O Victor ou a Sarah? Do jeito que a Sarah é, é capaz de ela ter mandando o Victor por. Vadia!
Não queria levantar, então me virei, fazendo com que ficasse cara a cara com Victor e fiquei apenas o observando. Logo dormi novamente.

***

- SAMANTHA, ACORDA MENINA! – Sarah gritou, enquanto pulava na cama. Olhei pra ela com um olhar mortal.
- Não se pode nem mais dormi nesse país? – Falei e coloquei o travesseiro na minha cara. Sarah continuou pulando na cama, mas dessa vez, ela batia em mim com travesseiros.
- Sam, acorda! Tá sol, vamos na piscina. Vamos aproveitar! Ir ao shopping, sei lá! Aproveitar enquanto você ainda tem 15 anos, porque eu já tenho 16.
- Não precisa ficar esfregando isso na minha cara a todo segundo, Parker – Sarah tem mania de ficar falando que ela é mais velha do que eu alguns meses, mas eu odeio isso, odeio! Não suporto isso! Poxa, eu queria tanto já ter 16 anos e ela ainda fica esfregando na minha cara que já tem e que ela já tem carteira. Pá puta que pariu, viu?
No final das contas, acabei levantando e indo tomar um longo banho. Eu não queria ir na piscina, preferia ir ao shopping, é mais a minha cara, sabe? Sei lá... Posso aproveitar e comprar alguma coisa pra minha mãe, pro Christian, sei lá...
Falando em Christian, esqueci completamente de avisar a Sarah que ele vem. Eu apenas disse a ela que ele ficou de ligar, pra falar de vinha ou não. Mesmo assim, Christian disse que mesmo se tivesse compromisso, ele cancelaria tudo e viria ao meu aniversário. Eu acreditei, mas no fundo eu sabia que isso era mentira; pelo menos eu acho.
Saí do banho, me sequei e me vesti. Peguei meu celular e olhei as horas: uma da tarde. Meu Deus, eu não posso ficar acordando tão tarde assim na casa dos outros, mas... Quem liga? Sarah já é praticamente minha irmã, eu vivo na casa dela e ela na minha, então...
Fui para o andar de baixo e encontrei todos sentados no sofá. Quando digo todos é: Sarah, Victor e seus pais.
- Bom dia – falei com uma voz de sono ainda.
- Bom dia, querida – o senhor e a senhora Parker falaram.
- Dormiu bem? – A senhora Parker perguntou.
- Sim, obrigada – dei um sorrisinho e sentei em uma poltrona perto do sofá.
- Vamos no shopping então? – Sarah perguntou.
- Claro – disse sorrindo.
- Não quer comer alguma coisa antes? – Dessa vez foi o senhor Parker que me perguntou.
- Posso comer no Mc Donald’s? – Perguntei fazendo bico, eles riram de mim.
- Poder não pode, mas vou deixar só dessa vez. Mas que seus pais não saibam disso, ok? – Ele disse ainda rindo.
- Ah, obrigada tio – dei um abraço e um beijo nele. – Vamos, Sarah?
- Claro. Deixa eu sou pegar a chave do meu carro – ela disse dando ênfase no “meu”.
- Daqui uma semana, eu vou poder tirar carta então xiu – falei bolada, só que não.
- E eu vou estar lá com você dizendo: “vai, você não conseguiu. Não te disse?”.
- Calada, Sarah. Eu vou passar de primeira, ao contrário de você – e assim, “brigando”, nós saímos de casa indo para o shopping.

Samantha Off


Ooi, e aí?
Aww, tô tão feliz que vocês tenham gostado. A pedido da linda da Julia eu postei fotos dos personagens, dêem uma olhada clica.
Espero que vocês tenham gostado do capítulo e... SIM, VAI DEMORAR PRA EU POSTAR O CAPÍTULO DA FESTA, PORQUE EU SOU MUITO CHATA sqn. Mentira, acho que no próximo já chega *o*.
Continuo com 5 comentários, ok?
Beijinhos =)

Julia: Haha fico feliz que tenha gostado, amor. Pois é, no final foi o Victor quem abriu a porta haha. Bom, eu postei as fotos dos personagens, mas as fotos do vestido só no dia da festa mesmo haha. 
Evelin Soares: Que bom que gostou, espero que tenha gostado desse também.
Evellyn Martins: Espero que tenha gostado, beijos.
Don't Stop Believe Belieber: Que bom que amou. Eu dei uma olhada no seu blog e gostei bastante, viu?
Belieber s2: Continuei, espero que tenha gostado =)
Adriana Souza: E eu tô louca pra postar esse capítulo. Vai ser épico, cara.


6 comentários:

  1. Esse capítulo ficou um arraso e esse Victor é gatinho demais hahaha Obrigado por postar as fotos baby!! Estou louca para que a festa chegue logo ~le party õ/~ kkkkk Beijos

    ResponderExcluir
  2. Continuaa e meu deus esse Vitor é um gato.

    ResponderExcluir
  3. continua lgoooooo. Quero que ela encontre o Chris logo hehehe :D Ameei !

    ResponderExcluir
  4. continuaa, to amando s2

    ResponderExcluir

Comente e estimule a autora do Imagine a escrever.